sábado, 2 de fevereiro de 2008

Acidlullaby, Rocketbox

Vetor by Acidlullaby


POEMA XVIII [Pablo Neruda]

Os dias não se descartam nem se somam, são abelhas que arderam de doçura ou enfureceram o aguilhão: o certame continua, vão e vêm as viagens do mel à dor. Não, não se desfia a rede dos anos: não hà rede. não caem gota a gota de um rio: não há rio. O sonho não divide a vida em duas metades, nem a ação, nem o silêncio, nem a virtude: a vida foi como uma pedra, um só movimento, uma única fogueira que reverberou na folhagem, uma flecha, uma só, lenta ou ativa, um metal que subiu e desceu queimando em teus ossos.

3 comentários:

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

mpTUBO disse...

Lindo poema.

Defensor disse...

Salve
Neruda sempre é uma boa pedida!
Abraços